"Mosley Lane"


Olha, eu amo a série. Mesmo. Sou fã xiita, de carteirinha, apaixonada por Criminal Minds até a medula. Não há dúvida alguma de que esse episódio foi bom, principalmente levando-se em conta a direção de Matthew Gray Gubler, nosso querido Spencer Reid, mas em algum ponto certas coisas começam a encher o saco, e foi esse ponto aqui.


O episódio contava a história de um casal maluco que raptava crianças e as fazia de filhos, a cada oito anos. Porquê? Não sei. Nem profile fizeram direito nesse episódio. Primeira e segunda falha. Ok, são velhos, são estéreis (menopausa, oi?), queria ter filhos. Mas isso, obviamente, não é justificatva suficiente para o que fizeram. Aliás, nada seria, apesar da cara de louco psicopata a la Jack Nicholson do unsub vovô. Aliás, dizer que aquela senhora lá tinha entre 40 e 50 anos, é brincar com as minhas lentes de contato. Seriously. Não estou corrigindo 7 graus de miopia pra vocês fazerem isso comigo, roteiristas.

JJ. Já deu, né gente? Tá, ok, ela é mãe agora, tá mais emotiva, blá blá blá... Cansei. Tipos, gente, chega de colocar ela, toda emotiva e irracional, como personagem-destaque do episódio, só porque é mãe, e deixar Prentiss e Garcia de lado.

Garcia ultimamente anda só destrinchando a vida dos unsubs, quase sempre foi assim. Até aí nada de novo. Mas Prentiss, gente, a personagem é fantástica, sempre foi, e não precisa de ser mãe nem desculpa alguma pra tornar um episódio 'seu' 40 minutos de puro entretenimento e genialidade. Que que custa dar a ela mais unsubs pra chutar, atirar, ameaçar...? A menos que estejam guardando coisas assim para o fim da temporada, aí eu perdôo.

Morgan bancando o chefão. Tava mais chefe que o Hotch, aí não dá. Outra epic fail. ipos, amo o Derek, ele é lindo, tudibom, tem o cavanhaque e as jaquetas de couro mais sexys de todo o mundo das séries, mas cansa. Tá, Hotch já voltou faz tempo, já é o mesmo agente de antes (ou quase...) e, mesmo assim, o Morgan é quem tá liderando as coisas. Mas teve sua vantagem, aquela cena sensacional do Hotch com a Prentiss, "recriando" o rapto. Adoro quando fazem isso. Adoro, também, quando colocam os dois juntos pra fazer qualquer coisa, qualquer coisa mesmo, o que têm ocorrido em 99% dessa temporada até agora.

Fazer como se JJ soubesse algo mais que Rossi é um insulto à inteligência dos espectadores. JJ só sabe escolher crimes para serem solucionados e dizer "I'm very sorry for your loss". NUNCA mudem isso, please. Ela já é chata sem isso tudo, com isso então, nem se fala.

Até Garcia conforta as famílias. Ou seja, o trabalho da JJ nem é tão difícil. Deixem eala na folga e mandem os episódios bons para outros personagens.

Reid mal apareceu, o que já era de se esperar, já que Matt dirigiu o episódio. Mas atire a primeira pedra quem não se emocionou naquela cena em que ele vai falar com a sinistra mãe do Charlie e diz que, como um doutor, acreditava em fatos científicos, mas que aquilo foi a coisa mais próxima de um milagre que já presenciou.

O fã de Grey's Anatomy que não sentiu falta de Erica Hahn com um jaleco e touca de cirurgia, favor jogar-se de um penhasco.

Cheers, e até o próximo episódio.

8 comentários:

Juliana Correia disse...

Adorei a sua critica! Concordo com os apsectos sobre a JJ, sobre mal terem feito perfil e sobre amar qualquer ceninha do hotch e da prentiss. Tenho acompanhado o blog e tenho gostado muito por isso ja coloquei no meu reader pra eu ficar ligada! Beijos

Anônimo disse...

não gostei da sua critíca

Gabriela Spinola disse...

Juliana,

obrigada pelo seu comentário, continue lendo o blog!=D (JJ é mesmo uma mala.)

Anônimo,

crítica é uma forma de opinião. Se você discorda, comente porquê, ué!

naomi disse...

escrevi um comentário sobre esse ep e só depois que vim aqui é que percebi que pensei a mesma coisa que vc, só que vc escreveu bem melhor :oD

Silvinha disse...

Gostei muito do episódio, de toda a parte emocional, de todo o milagre, das crianças que foram um show...
Mas gostaria muito de não ter visto o Morgan mandar na Prentiss e no Reid, visto que ele não é mais o chefe; gostaria muito de não ter visto Rossi demonstrar menos conhecimento do que a JJ e gostaria que eles tivéssem mencionado as motivações dos Unsubs.


Gostei dos comentários, Gabi! Como sempre, pegando no pé da JJ, mas se bem que eu também faço isso! rsrs

Bia disse...

Dei uma lida em alguns posts e raxei de rir c seus comments! Ainda estou terminando a 4 a temporada, mas qd xegar na 5a volto p discutir opinioes! E eh mt bom saber q tem mais fanaticos por criminal minds por ai, nao consigo conversar c ng direito sobre a serie XD
parabenx

Grissom's Girl disse...

Cara, eu adoooro sua revolta com a JJ. Me faz rir horrores. E vou falar pra você o q tou dizendo pra todo mundo: tenha paciência com o lance da Prentiss e da maternidade. Acho que os poderosos estão criando um arc aí pra ela nesse fim de temporada (e tomara que isso inclua o Hotch...).

Vivian disse...

Acabei de ver o episódio no AXN,Gabi, e concordo que faltou profile, faltou motivação dos unsubs, explicar direito a história, mas o episódio foi emocionante. Muito bem dirigido, a dor da mãe do Charlie, a desconfiança de todos nela. Muito bem dirigido. Muitos pontos pro Mathew (Meu queridinho!!!!).
Falha grossa: só achei que tantos sequestros na Virginia e ninguém nunca viu essa semelhança de uma mulher gritanto por um filho perdido pouco antes das crianças serem sequestradas. Os pais não lembrariam disso quando prestassem depoimentos? Ainda assim amo Criminal Minds!!Amo seu blog!!