Detalhes do 4x16

Faltando apenas uma semana para o tão esperado "Demonology", eis aqui alguns detalhes sobre "Pleasure is my Business".

- Hotch nem olhou para a unsub, Megan, quando no elevador. Já ela deu uma esticadinha no pescoço para conferir se tinha aliança de casamento (nunca simpatizei tanto com a idéia de ele ser casado com a Haley quanto nesse momento). Agora, se fosse o Morgan e se esse fosse o elevador do Seattle Grace, as coisas poderiam ter ido um pouquinho diferente... #maldade

- Reid gagueja muito quando o assunto é sexo. Não se pode dizer o mesmo de Prentiss, mas ainda assim ela não é tão segura quanto aparenta. Ou será que sou só eu, desenvolvendo habilidades de profiler?

- Mulheres assassinas geralmente "preferem", por assim dizer, métodos menos sangrentos para suas "execuções". Envenenamento, estrangulamento, e por aí vai... Por isso surpreende tanto à equipe o fato de Megan usar uma arma. Particularmente, eu preferiria morrer com uma arma do que com veneno... Demora menos. (pessimismo, hein?)

- Garcia apareceu muitíssimo pouco nesse episódio, mas ainda o útil - tecnologia - ao agradável - humor - quando aparece. - No encontro no saguão do hotel, a unsub fala para sua futura vítima: "Eu estou aqui por você". É a mesma frase usada por Denny Duquette em "Grey's Anatomy" para tentar explicar a Izzie o motivo de suas aparições.

- Quando Morgan perguntou a Prentiss: "Tem um chicote aí?", esperei ouvir uma resposta extremamente sarcástica e mal-humorada... Seriam só 30 segundos, seu roteirista! (/ironia)

- Quando Megan chamou Hotch pelo telefone, dava pra sentir os cérebros do resto da equipe trabalhando furiosamente para entender o que estava acontecendo ali. Prentiss parecia bastante confusa, e Reid bastante frustrado (ele já tinha planejado como coagir a unsub a re entregar, valendo-se das técnicas de persuassão de Emily, bem conhecidas no 3x05 "Seven Seconds").

Bom, por enquanto isso é só. Uma semana, hein...

0 comentários: